[ editar artigo]

Outubro Rosa

Outubro Rosa

 

O câncer de mama é uma doença que pode ocorrer em homens e mulheres, possuindo uma maior  predominância em mulheres, chegando a 25% de todos os cânceres femininos de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

O que é o câncer de mama?

Segundo o Instituto Nacional do Câncer o câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células da mama. Esse processo gera células anormais que se multiplicam, formando um tumor. 

Essa doença tem como principal sinal clínico a presença de um nódulo, na maioria das vezes indolor, percebido na mama. 

Além do nódulo, pode ocorrer uma saliência ao redor da mama, saída de secreção avermelhada pelo mamilo de forma espontânea e endurecimento da mama.

Quais são as causas do câncer de mama?

Os fatores que aumentam as chances da doença se manifestar pode ser comportamentais e não modificáveis:

 mulher que possui um ou mais desses fatores é considerada com risco elevado para desenvolver a doença. 

Como prevenir?

Em média de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a mudança de hábitos, como: 

  1. Praticar atividades físicas;

  2. Manter uma alimentação saudável;

  3. Evitar o consumo de bebidas alcoólicas; 

  4. Manter o peso ideal; 

  5. Amamentar.

Importância da detecção precoce

O câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando assim a possibilidade de tratamento menos agressivos e com chances de recuperação que chegam a 95%. 

Por isso, é recomendável realizar o autoexame por meio do toque nas mamas identificando possíveis caroços (a maior parte dos cânceres é descoberto pelas próprias mulheres) e em caso de suspeita realizar a mamografia que é disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas caso não encontre nada ainda é recomendável a sua realização a cada dois anos. 

Como realizar o autoexame

  1. Em frente ao espelho observe o bico do peito, a superfície e o contorno das mamas. 

  2. Levante os braços e note se com o movimento aparecem alterações de contorno da superfície da mama. 

  3. A mão direita deve apalpar a mama esquerda e vice-versa. Faça movimentos circulares suaves apertando levemente com as pontas dos dedos. 

  4. Aperte suavemente o bico do seio em busca de alguma secreção ou qualquer alteração. 

 

Aninha Bruel: Esporte na superação do câncer 

“Ajudou em todos os sentidos. Me sentia viva e sempre estava rodeada de amigos. O que eu achava muito interessante, é que muitas pessoas acreditavam que eu estava careca por opção. O esporte ajudava muito meu emocional, e, em alguns momentos a aparência de doente nem transparecia. Eu lembro que eu tinha uma cirurgia e pedi para meu médico, fazer de tudo para que eu pudesse voltar logo pra jogar um esporte novo que havia conhecido, o beach tennis. No início, quando descobri o câncer, eu jogava vôlei e fazia academia todos os dias. O esporte sempre esteve na minha vida, e mesmo doente, não deixei de estar próximo a ele. Logicamente, que não podia fazer meus exercícios com a intensidade que era acostumada. Mas, mesmo assim, eu me sentia feliz.” Relata Aninha. 

A Voit espera que esse conteúdo tenha sido útil e que cada vez mais pessoas possam se unir por meio do esporte e lutar para transformar o mundo em um local mais inclusivo e diverso.  Lembrando que esse espaço é colaborativo. Você que também está evoluindo praticando esportes, escreva no Mundo Voit e compartilhe experiência com outros Voiters, para que possamos evoluir cada vez mais!

Mundo Voit
Ler conteúdo completo
Indicados para você