[ editar artigo]

Voi entrevista: Ludmila (ultramaratonista)

Voi entrevista: Ludmila (ultramaratonista)

Como o público já reconhece, o nosso objetivo como Voit é tornar o esporte mais acessível e criar novos meios para que todos possam evoluir nele. Para incentivar você mais uma vez a ter uma rotina saudável e a superar os seus limites, nós trouxemos a nossa conversa com a Ludmila, ultramaratonista e idealizadora do @bee.sports. Nesse papo a Lud fala um pouco sobre a sua rotina de atividades físicas e como o esporte tem transformado a sua vida!

Trajetória de Ludmila 

Ludmila tem 37 anos e começou no mundo do esporte há 8 anos por meio da empresa em que ela trabalhava, a Ultragaz. Dentro da empresa existia uma ação denominada Corrida de Mercados, no qual incentivava os funcionários a participarem de corridas de rua por meio de uma competição interna de quem mais participou de provas, os km percorridos e as medalhas recebidas. Até então Ludmila costumava ser sedentária, era fumante e não possuía experiência com corrida, mas com esse incentivo ela decidiu participar da sua primeira corrida, e foi aí que a sua história começou a mudar!

A primeira corrida da Lud foi promovida pelo Sesc de Goiás e ela conseguiu percorrer os 5 km totais, relatando que “mais caminhou do que correu”, mas o que realmente importava é que ela havia completado a prova e sentiu que havia superado seus limites. Após essa primeira corrida ela não parou mais, na semana seguinte participou da sua segunda corrida e no mesmo ano acabou concluindo um total de 32 provas!  

                                          (Primeira maratona de Ludmila)

A Ludmila é muito grata ao mundo da corrida de rua e relata que o esporte realmente mudou a sua vida: “O esporte me fez parar de fumar, me ajudou a abandonar um relacionamento abusivo. Além disso, após correr os meus primeiros 18 km eu entendi que eu podia tudo! E agora eu só avanço no esporte, depois dos 18 km eu fiz 23 km até que realizei uma ultramaratona, chegando aos 60km”, relata.

                                (Ludmila em sua primeira ultramaratona)

A Lud também tem o objetivo de mostrar que todo mundo pode se superar por meio do esporte: “Eu não sou atleta, eu sou esportista. Eu não ganho dinheiro com o esporte. Esportista tem que cuidar da saúde e é isso que eu quero que todo mundo entenda. Eu quero mostrar que todo mundo pode fazer o que quer. Um dos meus objetivos é trazer mais pessoas para o mundo do esporte e se superar cada vez mais”, conclui. 

Dicas para quem está começando no esporte 

  • Auxílio de um profissional 

Para realizar essa atividade com segurança e respeito ao seu corpo é preciso do auxílio de um profissional da área. Ludmila recomenda que todo atleta iniciante procure um personal ou uma assessoria esportiva. 

 

  • Autocuidado

Lud ressalta mais uma vez que não é somente o atleta que precisa ter muito cuidado com o corpo, o esportista também. Para isso é preciso uma alimentação saudável, entender os limites do seu corpo e praticar o esporte com responsabilidade. 

Apoio ao esporte 

Ludmila demonstra certa preocupação com o cenário da corrida de rua no Brasil e o esporte no geral. Segundo a esportista existe pouco apoio do governo e são poucas empresas que disponibilizam algum tipo de incentivo e além disso a pandemia fez com que tudo ficasse mais difícil ainda. 

Bee Sports 

A Ludmila é a idealizadora da Bee Sports, empresa que tem como objetivo promover eventos esportivos. Segundo ela, trata-se de uma organização de atleta para atleta e o seu diferencial é o contato direto que a empresária possui com esses atletas. Por último, é relatado que a finalidade da empresa é fazer todo mundo acreditar que sempre podemos mais: “O ‘Bee’ da Bee Sports é de abelha e por que abelha? Segundo a Nasa, a abelha não poderia voar porque as suas asas não suportariam o peso do seu corpo, mas ainda bem que a abelha não sabe disso, né? Então você pode tudo, só depende da sua mente.”

Visão sobre o second hand 

A Lud ainda tem uma perspectiva muito boa sobre o mercado de usados e relata: “Pensar o second hand no esporte é uma ideia genial. Muitas vezes compramos produtos que não servem ou precisamos de algo diferente conforme evoluímos nos treinos e não temos o que fazer com o artigo que ficou parado. É mil vezes melhor comprar um Garmin usado em boas condições do que um novo. Os produtos não ficam parados e todo mundo sai ganhando”. 

O que torna o esporte tão especial 

Além dos benefícios de se manter ativo, como a saúde mental e corporal, a Lud nos conta que a corrida de rua traz um sentimento de superação muito grande. É o momento em que ela se encontra conectada com ela mesma, é o momento de superar a mente e o cansaço. É o momento que ela sente que é capaz de tudo. 

 

A Voit espera que esse conteúdo lhe seja útil e que lhe sirva de incentivo para conhecer cada vez mais esse esporte. Não esqueça de acompanhar nas redes sociais o trabalho maravilhoso que a Ludmila tem desenvolvido: @bee.sports.

Lembrando que esse espaço é colaborativo. Você, que também está evoluindo nas práticas esportivas, escreva no Mundo Voit e compartilhe experiência com outros Voiters, para que possamos evoluir cada vez mais, juntos!

Voit - A prática leva à evolução

Ler conteúdo completo
Indicados para você